#SAÚDE “Bonitinhos e inofensivos, os pombos podem até matar seres humanos”



 
A inalação de fungos presentes nas fezes secas dos pombos põe em risco a saúde das pessoas.
Considerados “ratos de asas”, os pombos transmitem doenças que podem levar até a morte.
A forma mais comum de infecções causadas pelos pombos é feita pelas vias respiratórias.
Outro modo de contaminação é através do piolho dos pombos que podem cair sobre as pessoas quando eles voam.
A melhor forma de evitar a contaminação é não criar condições para que estes animais se proliferem, mas, afastar essas aves, não é tarefa simples.
Eles vivem tranquilamente em todos os lugares, principalmente nas áreas urbanas, onde há muita sujeira, da qual também se alimentam.
E depositam suas fezes nos mais variados lugares, como em carros, chãos, janelas e calçadas.
Os pombos vivem em locais onde há restos de alimentos, como sementes e grãos, além de insetos e minhocas.
E costumam se abrigar em nossas casas, razão porque se deve manter limpos, forros, calhas, e telhas .
A principal doença transmitida pelos pombos (Criptococose)  ataca o pulmão e pode chegar no sistema nervoso central.
Provoca sintomas como dor de cabeça, sonolência e febre.
Em alguns casos, pode causar até meningite. Cerca de 30% das pessoas infectadas morrem.
A histoplasmose origina uma micose muito profunda que chega a afetar os órgãos internos do ser humano.
A salmonelose apresenta os sintomas de uma intoxicação alimentar, principalmente de carne contaminada. Ela causa diarreia e outras dores abdominais.
Além destas, os pombos ainda podem transmitir doenças como: Ornitose; Toxoplasmose;   e    Tuberculose avícola.
Os pombos também podem transportar alguns micro-organismos nas penas, que podem causar dermatites, alergias, psitacose, coceira, infecções.
E, mesmo depois de mortos, os pombos podem transmitir doenças, causar alergias e contaminar os ambientes.
Não se deve jamais entrar em contato com pombos sem nenhuma proteção.

Medidas de controle:
- retirar ninhos e ovos;
- umedecer as fezes dos pombos com desinfetante antes de varrê-las;
- utilizar luvas e máscara ou pano úmido para cobrir o nariz e a boca ao fazer a limpeza do local onde estão as fezes;
- vedar buracos ou vãos entre paredes, telhados e forros;
- colocar telas em varandas, janelas e caixas de ar condicionado;
- não deixar restos de alimentos que possam servir aos pombos, como ração de cães e gatos;
- utilizar grampos em beirais para evitar que os pombos pousem;
- acondicionar corretamente o lixo em recipientes fechados;




Fonte © #TRIBUNADOSALGADO

Com informações de
https://www.tuasaude.com/doencas-transmitidas-pelos-pombos/
http://www.sampexdesentupidora.com.br/blog/curiosidades/doenca-do-pombo/
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/238_pombos.html
Tecnologia do Blogger.