#PATRIMÔNIO “Abandono do prédio da antiga Associação Comercial estaria no centro da suspensão das atividades da CAIXA em Bragança”



Cidade atenta a boatos que repete com frequência até que as mentiras se tornem verdades, Bragança do Pará, mais uma vez se vê diante de uma estória muito mal contada.
Notícias não oficiais veiculadas em redes sociais atribuídas supostamente a servidores da Caixa informaram a suspensão das atividades da agência no Município.
O texto informava que o fechamento da agência foi motivado pela ameaça de desabamento do prédio ao lado, que sediou durante anos a Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Bragança - ACIAB.

A entidade foi criada em julho de 1944, segundo informações do historiador José de Ribamar Oliveira, presidente regional da Academia de Letras do Brasil – Seccional Bragança (ALB-BRAGA).
A queda de seu antigo prédio comprometeria a estrutura do espaço onde funciona a agência em Bragança, e traria perigos para quem trabalha e frequenta a Caixa.
O problema é que a Caixa fez isso sem emitir comunicado oficial e sem apresentar laudo técnico, e inexistem laudos de engenharia e de segurança que comprovem o comprometimento das estruturas destes dois prédios.
“Durante duas décadas os associados da ACIAB reuniam-se em residência dos sócios, até que um dia a experiência passou a não dar certo, devido inconveniências familiares", esclarece o professor-memoralista Ribamar Oliveira. 
Ele diz que os associados cotizaram Dez Contos de Réis e compraram um terreno em frente a praça Marechal Deodoro, e, que, de seguida, os industriais se propuseram levantar o prédio.
O presidente da ACIAB, Otávio Augusto Torres, recebeu àquela altura a  aquiescência do então deputado Federal Lobão da Silveira, que se propôs em ajudar com 100 Contos de Réis para conclusão do prédio.
"A ACIAB, mesmo com as intempéries do tempo, cresceu, tornou-se adulta, disputando como tribuna em defesa de Bragança e dos bragantinos, mas hoje, vemos o descaso”, conclui em tom de desabafo o presidente regional da ALB-BRAGA.


Fonte © #TRIBUNADOSALGADO
Tecnologia do Blogger.