#CASSADO “TRE cassa Jatene e Zequinha Marinho por compra de votos”


O governador Simão Jatene e o seu vice, Zequinha Marinho, foram cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
Foram quatro votos favoráveis à cassação, e dois contra.
As acusações do Ministério Público são de irregularidades no Cheque Moradia, um programa social do governo.
Mas, além destas acusações, o MP também sustenta gastos excessivos com a Secretaria de Comunicação do governo estadual, e demissões no hospital Ophir Loyola dentro do período vedado por lei.
A Procuradoria Regional Eleitoral comprovou que os candidatos eleitos se utilizaram do cargo público eletivo já ocupado e exerceram influência nas eleições por meio do programa.
Em agosto de 2014, esse gasto foi de R$ 15,1 milhões e, em setembro, pulou para R$ 31 milhões.
Além disso, apontam que, durante a campanha, aumentou o número de eventos promovidos, e o número de processos abertos pelo programa.
O MP confirmou que o número de cheques entregues triplicaram durante as eleições.
A entrega de cheque moradia era direta para eleitores que prometeram voto nos dois candidatos.
O jornal O Estado de São Paulo divulgou que “até o período da campanha eleitoral, o mês com maior investimento do Cheque Moradia havia sido janeiro, com um gasto total de R$ 9,2 milhões”.
A assessoria do governador informou que cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Mas uma petição pública também pede a cassação de Jatene no TSE
http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR75664
O presidente da Assembleia Legislativa, Márcio Miranda, deve assumir o governo.
Não haverá outra eleição porque já passou dos 50% do exercício do mandato.

 
                                                   Fonte © #TRIBUNADOSALGADO
Tecnologia do Blogger.