#CÂMARA “Vereador Elder Santos propõe mudança de sessão ordinária para a noite”

A falta de participação da comunidade nas sessões camarárias motivou o Vereador Elder Santos, 51 anos, a propor a mudança das mesmas de 10 para 18H, às quintas-feiras.
“Esta proposta modifica a redação do artigo 131 do Regimento Interno da Câmara Municipal de Bragança, e altera para as 18 horas a sessão ordinária, que funciona todas as quintas-feiras,  das nove às treze horas, em horário regimental”,  esclarece o Vereador.
Ex-secretário de promoção social do governo Padre Nelson, formado em pedagogia, e especialista em gestão escolar pela UFPa, onde é servidor técnico, Elder Santos tem 51 anos, é professor da escola Crisitiano Rosa, tendo se elegido com cerca de mil votos para o seu primeiro mandato, pelo PROS, base aliada do prefeito Raimundão.
“Eu compreendo as dificuldades do povo em acompanhar as sessões, porque nesse horário da manhã, em tese, está todo mundo trabalhando, nas suas atividades e nas suas casas”, observa o edil, que também reconhece que a noite há quem exerça atividades laborais, mas mesmo assim ele pede a modificação do Regimento.
Elder diz que é complicado afirmar se a proposta agrada ou não os seus pares, e reconhece que terá muita dificuldade para aprovar a sua proposta, a qual ele apresentou a partir de consulta de pessoas próximas de seu mandato.
A proposta agora vai para a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, e, posteriormente, em votação, no plenário, sendo que, no caso desta matéria, se aprovada em Comissão, a sua aprovação requer maioria simples.
Muitas pessoas estão dizendo o contrário do que pensa o Vereador Elder Santos, porque os vereadores se liberariam para desenvolver outras atividades durante o dia, que não a própria vereança, a fiscalização do Poder Executivo, mas, quanto a isso, o Vereador afirma que o artigo 37 da Constituição Brasileira não exige exclusividade dos vereadores na vereança, ao contrário,  autoriza-o desenvolver atividades profissionais, paralelamente ao mandato.
E que não há nada de ilegal, portanto, no ato dos vereadores trabalharem noutros espaços, e do mesmo modo, também não seria ilegal a proposta, motivo porque o vereador mantém a sua tese, segundo a qual a população poderá acompanhar melhor o horário do trabalho dos vereadores, com mais facilidade, entretanto, há quem afirme o contrário, o novo horário atrapalharia vida das pessoas, que têm de ficar em casa, no final do dia, sendo este o único tempo que as famílias têm para conviver.
“Eu tenho conferido as pessoas que participam das sessões e sinto muito que elas estejam esvaziadas então eu quero ampliar este debate, é logico que a noite haverá problemas e contratempos com as atividades de casa, mas de qualquer forma isso não atrapalharia que o cidadão viesse à Câmara”, concluiu Elder.
Além desta proposta que em si já é polêmica, o Vereador também apresentou Requerimento para modificar um dos artigos do Plano de Cargos e Carreiras do Magistério Público Municipal, de forma a enquadrar a Lei Municipal à Constituição Brasileira, porque, segundo ele, os percentuais relativos aos acréscimos aos salários a cada triênio, também tem de ser elevado dos atuais 2%, para 3% por cento.
Elder Santos também já apresentou requerimento em que pede ao Governo do Estado a instalação de uma Agência da Estação Cidadania, que faz parte d apolítica publica social do governo do estado, com emissão de qualquer documento ao cidadão, e a instalação de um posto Avançado da Capitania dos Portos no Município, o que ajudaria no controle das cerca de mil embarcações pesqueiras que atracam nos nossos portos, com pouca ou inexistente fiscalização.

Fonte © #TRIBUNADOSALGADO

Tecnologia do Blogger.