#CHUVA “Alerta amarelo para Bragança debaixo d’água”


A Defesa Civil, ninguém sabe, ninguém viu, e nem guardas municipais, e agentes do Demutran bragantino foram encontrados nas ruas, nem antes, nem durante e nem depois do toro que desabou sobre o Município, deixando a população alarmada.
Um Boletim divulgado pelo Instituto Nacional de Meteorologia coloca a região norte em Alerta Amarelo, com riscos de cortes de energia elétrica, queda de galhos de árvores,  e alagamentos.  Os ventos são intensos (11-16 m/s  - 40-60 Km/h), e a chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia.
Aqui em Bragança, as ruas esburacadas rapidamente inundaram, nas periferias, a lama correu solta, e no centro, o Cereja transbordou, por sobre as ruas do Centro, interrompendo o tráfego, com as águas das chuvas a invadir as casas, um transtorno.
Não demorou, faltou água, a mesma água suja da Cosanpa, e as goteiras, velhas companheiras, deram o ar de sua graça, para complicar ainda mais a vida do pacato cidadão que tem de trabalhar dia inteiro e quando retornar ao seu lar ainda tem de pegar a vassoura para escorrer a água para fora de sua residência.  
Resolvemos dar um giro pelas ruas de Bragança debaixo da chuva da tarde e registrar com um celular algumas situações pontuais, aqui expostas a título de registro e de depoimento sobre uma certa urbanidade que precisa do olhar atento do gestor, que acabou de assumir o comando do Município, (com)poromentendo(-se) de manter a cidade limpa, contratou um verdadeiro exército de homens para o serviço, de certeza, terão muito trabalho este final de semana.
E o nosso vice-prefeito que acumula o cargo de secretário municipal de Saúde, Mário Júnior, agora deve estar de cabelo em pé, porque, como sabemos, as águas trazem ratos, cobras, e mosquitos, que se proliferam e abrem caminho para males como dengue e doenças similares, além, claro, do fato de que neste período, as crianças se ressentem de problemas nos brônquios.
Como todo bom bragantino que ama esta terra eu desejo boa sorte aos gestores, nesse momento, principalmente aos secretários municipal de Saúde, de InfraEstrutura, e a Defesa Civil, al=em da Guarda e do Demutran, que tem de trabalhar até debaixo de chuva.
Observe algumas ações recomendadas como medidas de segurança pelo INME:
* Não se abrigue debaixo de árvores, pois há riscos de quedas.
* Desligue aparelhos elétricos, quadro geral de energia.
* Coloque documentos e objetos de valor em sacos plásticos bem fechados e em local protegido.
* Revise a resistência da sua casa, principalmente o madeiramento de apoio do telhado.
* Não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda (risco de queda pelo vento).













Fonte © #TRIBUNADOSALGADO
Tecnologia do Blogger.