#MARABÁ "Airton Souza comandará Academia de Letras do Brasil no Sul/Sudeste paraense"



O premiadíssimo escritor e poeta paraense Airton Souza será designado presidente pró-tempore da seccional sul/sudeste da Academia de Letras do Brasil no Pará.
O ato acontecerá em sessão solene que ocorrerá dia 14 de Dezembro, em Bragança do Pará.
Licenciado em História, e Letras, ele é pós-graduado em Metodologia do Ensino de História, e mestrando em Literatura.
Professor de História, Estudos Amazônicos e Ensino Religioso na Rede Pública, coordena a Biblioteca Municipal de Marabá Orlando Lima Lobo.
O presidente regional da ALB, Ribamar Oliveira, saudou a chegada do mais novo confrade, com a seguinte frase:
“A presença deste notável homem das letras será um grande ganho para a Academia, na área de divulgação do livro, da leitura, e da literatura”.
Airton já participa, como acadêmico imortal, e é correspondente de diversas academias, locais e nacionais, além de instituições literárias e artísticas.
O poeta coordena o Projeto Tocaiunas, que edita autores brasileiros de maneira independente, sendo considerado o maior projeto literário da Amazônia., na sua terceira edição, com a publicação de 45 livros,.
Além deste projeto, ele ainda coordena os projetos “Poema Postal”;  “Anuário da Poesia Paraense”; “Antologia Mandala”; e “Sarau da Lua Cheia”.
Airton Souza é considerado um dos grandes poetas das regiões do Sul e Sudeste do Pará e publicou mais de 25 livros de poemas, 01 de prosa e, possui alguns inéditos.
Conquistou, em 2016 o I Prêmio Nacional de Poesia Asila, promovido pela Editora Cem Nome, de São Paulo e é finalista do Prêmio Nacional de Literatura Kazuá, com o livro de poemas Um aceno aos girassóis, que terá seu resultado divulgado em novembro de 2016.
Em 2015 venceu o III Prêmio Nacional de Literatura da UFES (Universidade Federal do Espírito Santo), com o livro Cortejo & outras begônias; Menção Honrosa no Prêmio Nacional de Literatura Asabeça, da Editora Scortecci, de São Paulo, com o livro de poemas Pragmatismo das flores; um dos vencedores do Prêmio Nacional Machado de Assis, na categoria poesia, promovido pela Editora Canal 6.
E ainda venceu diversos prêmios literários, entre eles: Menção Honrosa por duas vezes no Prêmio Proex de Literatura (UFPa); Prêmio Cannon de Poesia (Editora Scortecci, SP); Menção Honrosa no Prêmio Nacional de Literatura LiteraCidade, Belém do Pará; vencedor do Prêmio Dalcídio Jurandir de 2013 (Fundação Cultural do Pará), com o livro de poemas Ser não sendo;  foi um dos vencedores do IV Prêmio Proex de Arte e Cultura (UNIFESSPA), com o livro de poemas manhã cerzida. 


Em sua obra, constam a publicação dos seguintes livros:
Incultações Nortunas. Poesia. Marabá/PA, Hiper Gráfica, 2009. (Tiragem de 65 unidades, semi artesanal).
O cair das Horas. Poesia. São Paulo/SP, Scortecci Editora, 2011.
Habitação Provisória. Poesia. São Paulo/SP, Scortecci Editora, 2012.
Infância Retorcida. Poesia. São Paulo/SP, Giostri Editora, 2012. (Monção de Aplausos – concedido pela Academia Gurupiense de Letras em 2013).
Rua Displicente. Poesia. Belém/PA, Editora LiteraCidade, 2013.
à boca da noite. Poesia. São Paulo/SP, Giostri Editora, 2013.
mormaços de cinzas. Poesia. Rio de Janeiro/RJ, Multifoco Editora, 2013.
Face dos disfarces. Poesia. Belém/PA, Editora LiteraCidade, 2014. (Menção Honrosa no Prêmio Nacional de Poesia LiteraCidade 2013)
pó é mar. Poesia. Guaratinguetá/SP, Editora Penalux, 2014.
Ser não sendo. Poesia. Belém/PA, Fundação Cultural do Pará, 2014. (Vencedor do Prêmio de Literatura Dalcídio Jurandir 2013 na categoria livro completo de poesia)
Psicografia. Poesia. Guaratinguetá/SP, Editora Penalux, 2014.
rios que somos. Poesia. Belém/PA, Editora LiteraCidade, 2014. (Coleção do Projeto Literário Tocaiunas)
amor à mostra. Poesia. Belém/PA, Editora LiteraCidade, 2014.
Cio. Poesia. Belém/PA, Halley Editora, 2015. (Coleção do Projeto Literário Tocaiunas)
Manhã Cerzida. Poesia. São Paulo/SP, Giostri Editora, 2015. (IV Prêmio Proex de Arte e Cultura 2015, promovido pela Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará – UNIFESSPA)
rota descampada. Poesia. Guaratinguetá/SP, Editora Penalux, 2015.
Olhos Vítreos. Poesia. São Paulo/SP, Giostri Editora, 2015.
último gole de ontem. Poesia. Belém do Pará/PA, Editora Literacidade, 2015.
setembrais. Poesia. Belém do Pará/PA, Editora LiteraCidade, 2015. (Selecionado para a coleção Sementes Líricas)
Marias. Poesia. Gurupi/TO, Editora Veloso, 2015. (Livro de poemas ilustrados pelo artista plástico Bino Sousa).
cartas de amor e revolução. Prosa. Belém/PA, Editora Cromos, 2016. (Parte desse livro venceu o Prêmio LiteraCidade Prosa 2014 e foi finalista no Prêmio Internacional de Prosa de Culturas Lusófonas 2016).
Cortejo & outras begônias. Poesia. Vitória/ES, EDUFES Editora, 2016 (Vencedor do III Prêmio UFES Nacional de Literatura 2015, na categoria livro completo de poesia).
Quem levou o dia?. Infantil. Belém do Pará/PA, Twee Editora, 2016.
Quem guarda as chuvas?. Infantil. Belém do Pará/PA, Twee Editora, 2016.
aurorescer . Poesia. São Paulo/SP, Editora Penalux, 2016.
A aranha Mariana e uma estória de amor. Infantil. Belém do Pará/PA, Editora 3 Artes, 2016.
Mundico quer ser de ferro. Infantil (Selo Senta pra ler – Literatura Infantojuvenil). Belém do Pará/PA, Cromos Editora, 2016.

Livros Inéditos
um aceno aos girassóis. Poesia. (Finalista do Prêmio Nacional de Literatura Kazuá).
o tumulto das flores. Poesia.
crisântemos depois da ausência. Poesia.
pragmatismo das flores. Poesia. (Menção Honrosa Prêmio Asabeça de Literatura 2015).
Os dias dentro da saudade?. Infantil.
Bernarda a menina porca de bobes. Infantil.
Quem tem medo de Matinta? Infantil.

Fonte © #TRIBUNADOSALGADO 
(Texto: Francisco Weyl, com informação da assessoria do poeta)
Tecnologia do Blogger.