#CONFLITO “Professor do IFPa responde ao ex-secretário de ambiente”



O professor Cristovam Guerriero Diniz, do IFPa, escreveu um texto em resposta a outro, escrito pelo administrador Luiz Eustórgio, secretário interino de administração do Municipal de Bragança, e ex-secretário de Meio Ambiente.
Segue abaixo o texto do professor Cristovam, e do mesmo modo, em foto, o texto do secretário de administração.
Prezado Secretário de Meio Ambiente,
Eu atentaria para o requerimento em tramitação pois se trata de um pedido de revogação da lei de doação e se ela for revogada todo o terreno está arrolado e não somente uma parte como o Sr. relata.
Não sabemos o número de alunos das escolas da gestão municipal arroladas na questão (nunca fomos informados) mas sabemos que o IFPA tem planejado o atendimento de 1700 alunos ainda em 2017.
Queremos a área para implantar duas pós-graduações uma em Ciências Ambientais e Outra em Educação, implantação do curso de Biologia (atividades de laboratório), gabinetes para os professores (exigidos na avaliação do MEC - avaliação presente nos documentos comprobatórios disponibilizados no post anterior), curso de Licenciatura em Educação do Campo.
Só as especializações geram 400 novos alunos nos próximos 4 anos.
A fazenda laboratório é uma ideia que fico sabendo através do Senhor, e claramente não cabe desmatar mais nada em prol de fazenda, somos cercados por elas.
Os benefícios dos cursos são evidentes:
Formamos em nível superior mais de 200 alunos por ano em Bragança, dentre estes temos Gestores Ambientais, Agroecólogos e Professores Licenciados em Física.
Qualquer cidade que queira se desenvolver de forma sustentável deve ter tanto os profissionais voltados para o meio ambiente assim como a formação de seus próprios professores.
Nos cursos integrados, subsequentes e de formação continuada executamos a melhor formação disponível em nível nacional e cerca de 70 das 100 escolas melhor colocadas no ENEM são Institutos Federais de Educação.
Com relação ao Jardim Botânico o Senhor tem razão não existe razão pela qual ele não deva ser instalado no IFPA. A documentação está com a procuradoria que avalia a legalidade da instalação do Jardim Botânico no terreno do IFPA.
Com relação a manifestação em favor do Jardim, eu (Prof. Cristovam Guerreiro Diniz) participei da reunião com o Senhor e mais o Prof. Renan Bernardi e o Prof. Roberto Sena e na mesma reunião nós três nos manifestamos a favor da implantação e nada mudou, ainda somos favoráveis a implantação.
A comunidade reclamante é composta por quem é atendido pelo IFPA Campus Bragança com mais de 1200 alunos e 150 servidores e suas famílias.
A invasão do terreno do IFPA pela população não é culpa do IFPA. O senhor sabe disso.
Sr. Secretário, esperamos ter respondido as questões levantadas pelo Sr. com clareza e nos colocamos a disposição para o esclarecimento de qualquer outra dúvida.
Atenciosamente
Prof. Dr. Cristovam Guerreiro Diniz

(Em anexo imagem do Whatsapp com as palavras do Senhor Secretário Municipal de Meio Ambiente sobre o requerimento que tramita na Câmara e a Publicação do IFPA sobre o requerimento do Vereador Cesar Monteiro.)



Fonte © #TRIBUNADOSALGADO
Tecnologia do Blogger.