#PROMESSEIRO "Acarajozinho realiza ritual de matança do Boi"

Bragança > 10 de Setembro de 2016



A vila do Acarajozinho (Bragança do Pará) revive neste dez de setembro um ritual que atravessa diversas gerações culturais em escala global.
É o rito de "matança" do BOI PROMESSEIRO, que acontece todos os anos.
Mas, antes da matança, o Boi Promesseiro do Acarajozinho percorre as ruas do Município com a cultura popular tradicional.
No trajeto, há paradas nas casas dos cidadãos e cidadãs, que apoiam financeiramente o  #BOI com o que podem.
A simbologia da matança do Boi pode até ser “veganamente” incorreta, entretanto ela se reveste de um significado de resistência.
Diante da contemporaneidade, a tradição se desafia a ser ela mesma, sem contaminações e atualizações.
Em tempos líquidos em que nada mais se prende nem nas mãos e nem nos corações e mentes, afirmar a história contra o hibridismo cultural é pura rebeldia.
Muitas manifestações folclóricas diluem as nuances que lhes determinam a essência nos elementos que incorporam com o passar dos anos.
É pois um típico sincretismo, talvez necessário, para se demarcar sem se diferenciar e por dentro das estruturas dominantes culturais, continuar passando a sua mensagem.
Podemos identificar tais fenômenos por exemplo nos cultos aos “santos” e orixás afros em dias de festa cristã.
Um diálogo nasce entre os deuses para que os humanos possam conversar entre si sem que se compreendam, entretanto, porque a cultura é infinita, mas ainda assim menos extensa que a arte.
E assim sem ter nada a ver com estes meus pensamentos, o BOI PROMESSEIRO fez um belo percurso pelas ruas de Bragança, até a Igreja de São Benedito.
E como manda a tradição, a promessa foi paga de manhã.
Pela tarde, a matança.


 


                      Fonte © #TRIBUNADOSALGADO (Texto e Vídeo: Francisco Weyl)
 
Tecnologia do Blogger.