#POLÊMICA “Nota da UFPa-Bragança informa que curso de Medicina tramita no Congresso”


Como poucas pessoas leem, e as que consomem notícias, reproduzem sem filtrar de forma crítica as informações, a coordenação da UFPa-Bragança emitiu nota para esclarecer sobre notícias que circulam pela mídia nacional sobre a instalação de cursos de Medicina no Brasil.
A expansão de vagas para os cursos de Medicina em todo o país estava prevista desde 2014 pelo programa “Mais Médicos”, cuja a previsão era a de abrir 11,5 mil vagas até 2017, mas a meta do governo incluía a criação de 12.372 vagas em residência médica até 2018, razão pela qual a UFPa-Bragança entrou nessa barca.
A nota da instituição faz um inventário de ações desde este ano de 2014 até a emissão de nota técnica com parecer favorável a implantação do curso em Bragança (Fevereiro de 2016), sem se referir a nenhum outro movimento posterior a este mês (fevereiro), já que o processo está em “andamento” no Congresso Nacional, que é onde estão ou deveriam estar, os “nossos” “representante”.
A nota da UFPa ainda esclarece que os processos de instalação de cursos de medicina anunciados recentemente tratam do curso de medicina por instituições particulares, o que não inviabiliza o processo construído coletivamente pela UFPa, e seus parceiros no campo da saúde para a implementação do curso de medicina.
Ciente de sua responsabilidade em informar os seus leitores, o jornal #TRIBUNADOSALGADO, ainda que não tenha sido citado pela nota, reconhece que publicou a notícia sem se referir ao setor particular, o que, segundo entendemos, abriu margem para interpretações de que um processo poderia inviabilizar o outro.
Entretanto, há que esclarecer que em nenhum momento de nossa matéria foi afirmado categoricamente que o processo de instalação do curso de Medicina em Bragança estava paralisado, antes pelo contrário, a nossa reportagem inclusive fez referência as estruturas das quais desfruta o Município para receber um curso.
Mesmo destacando o interesse e o desempenho profissional das instituições para que este processo alcance êxito, reafirmamos de forma crítica que Bragança continua apta, mas sem força política para se bancar na cabeça da fila.
Ou seja, admitimos que nos equivocamos ao não nos reportarmos as diferenças entre os setores particular e público, mas não arredamos pé de nossa crítica, qual seja a de bater de frente com os políticos contumazes em fazer fotografias quando tudo parece estar bem, mas incapazes de parecer para esclarecer porque as coisas andam mal, quando andam, se é que elas de fato andam...


Fonte © #TRIBUNADOSALGADO
Bragança> 28 de Setembro de 2016



EXPEDIENTE > TRIBUNA DO SALGADO (tribunadosalgado@gmail.com) DIRETOR/EDITOR/JORNALISTA RESPONSÁVEL: Francisco Weyl (DRT-Pa: 2161) / DIRETORA DE PRODUÇÃO: Dri Trindade ENDEREÇO: Avenida Marechal Floriano Peixoto, 1613, Centro, Bragança, Pará, CEP: 68.600-000 (Telefone: 0055-91 – 988212419). Ideias, críticas e sugestões serão bem vindas, mas ao escrever para o jornal, é necessário informar RG e CPF, endereço completo e contatos de fone e email. Este jornal não publica cartas e denúncias anônimas ou acusações sem provas e os artigos são de responsabilidade dos seus autores.

Tecnologia do Blogger.