#PARDAL “Cidadão pode ajudar TSE punir candidatos desonestos”

Bragança > 28 de Agosto de 2016

A Justiça Eleitoral criou o aplicativo #PARDAL.
Agora, o brasileiro tem uma chance histórica de limpar o país da corrupção.
E de acabar de vez com partidos e pessoas desonestas que recebem dinheiro sujo.
O aplicativo #PARDAL pode ser baixado aqui:
http://apps.tre-mt.jus.br/pardal-web/public/inicial.jsf
O #PARDAL permite que o eleitor capture uma fotografia de alguma irregularidade eleitoral e a envie para o Juiz da zona eleitoral correspondente.
Ao usar o #PARDAL, o eleitor manda as irregularidades dos candidatos, diretas, para o Ministério Público Eleitoral (MPE).
O aplicativo foi criado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES) com a colaboração do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).
Todo mundo sabe que o dinheiro sujo de campanha política vem do tráfico.
De drogas, de armas, de órgãos, de pessoas.
O cidadão consciente precisa reagir ás ratazanas que se encastelam no Poder.
A democracia brasileira, mesmo fragilizada pelo golpe em curso, é exemplo mundial, com o voto eletrônico.



Alguns TRE’s permitirão que as denúncias sejam feitas pela Internet, por meio do serviço “Denúncia Online”, ou ainda por meio de Ouvidoria.

Além do #PARDAL, o TSE disponibiliza mais DEZ (10) aplicativos para o eleitor saber se seu candidato é ficha limpa entre outras coicas.

Confira a dica do jornalista Guilherme Pimenta:

Nome do App: Agenda JE
Resumo: Aplicativo disponibiliza as principais datas do período eleitoral.
Disponível para o eleitor: Sim.

Nome do App: JE Processos
Resumo: Com o aplicativo, o eleitor pode consultar, por nome da parte, advogado ou número do processo, a situação do candidato na Justiça Eleitoral.
Disponível para o eleitor: Sim.

Nome do App: QR Code
Resumo: Ferramenta vai possibilitar que o eleitor, por meio da câmara de seu smartphone, consulte as informações do Boletim de Urna, impresso após o final da votação.
Disponível para o eleitor: Sim.

Nome do App: Candidaturas
Resumo: Com o aplicativo, o eleitor pode consultar o nome completo do candidato, número, situação do registro de candidatura, cargo, partido e coligação a qual pertence.
Disponível para o eleitor: Sim.

Nome do App: Agregador
Resumo: Aplicativo tem por função ser prestador de serviços, aglutinando informações para o eleitor sobre local da votação, orientações para justificativa, informação sobre propaganda eleitoral e notícias produzidas pela equipe de comunicação do TSE.
Disponível para o eleitor: Sim.

Nome do App: Onde votar ou justificar
Resumo: Objetivo do aplicativo é apontar ao eleitor o endereço correto de onde ele pode votar ou justificar, caso esteja fora de sua zona eleitoral.
Disponível para o eleitor: Sim.

Nome do App: Apuração
Resumo: Com o aplicativo é possível acompanhar, em tempo real, a apuração de votos em determinado município. Pode, também, selecionar candidatos e ir acompanhando sua situação.
Disponível para o eleitor: Sim.

Nome do App: Mesários
Resumo: Objetivo do aplicativo é trazer informações sobre todos os mesários que participam das eleições e dar orientações sobre qual o procedimento correto.
Disponível para o eleitor: Sim.

Nome do App: QRUEL”
Resumo: Na véspera da eleição, o funcionário do TSE pode fotografar o QRCODE da urna, que vai dizer o estado da mesma e verificar seu funcionamento.
Disponível para o eleitor: Não, somente para uso interno.

Nome do App: “QRCode do RUNIN”
Resumo: Faz a checagem geral da urna e analisa se é necessária uma manutenção específica.
Disponível para o eleitor: Não, somente para uso interno.

Fonte © #TRIBUNADOSALGADO


Tecnologia do Blogger.