#MINUETO “Os 2 pra lá 2 pra cá das eleições bragantinas”

Bragança, 10/08/2016

O PT anunciou que não vai mais fazer coligação proporcional com o PEN.
O Partido Ecológico Nacional vai se aliar com Raimundão (PSDB) na campanha majoritária.
Quem apoia Raimundão, aliás, é o ex-líder do governo do Padre, Gleidisson Miranda.
O irmão, Aleno Miranda, tornou-se secretário de cultura indicado por ele.
A assistente social Jaqueline, que comandou localmente o programa Minha Casa Minha Vida, é candidata a vereadora mas não faz campanha para o Padre.
Com parceiros como estes, quem precisa de inimigos? 
Mas, parece que o Padre só quer tirar do governo os seus fiéis escudeiros.
Num desespero pela reeleição fez fotos com Eulina e a nomeou secretária de educação.
Há quem diga que é por isso que Padre perdeu força.
Dois ex-presidentes da Câmara, candidatos à reeleição, Nonato Ceará e Rosa Chagas não vão acompanhar o PT no apoio a Edson e devem acompanhar, mas discretamente, por causa disso, o Padre.



E o próprio PR já voltou atrás e não vai punir Irene Farias.
A presidente da Câmara garantiu a sua candidatura.
É considerada a única com chances de se reeleger.
Entretanto, será enquadrada pelo seu partido, ao lado do adversário.
Mais da metade de Bragança diz que não quer reeleger vereador.
A frase é uma força de expressão, mas pelo que se escuta, é grande a desilusão.
Especula-se que o TRE do Pará divulgue nesta sexta a lista das candidaturas a prefeito de Bragança.
Podem ocorrer surpresas desagradáveis para alguns candidatos.
A campanha começa com força na segunda-feira, 15 de agosto.

Fonte © #TRIBUNADOSALGADO (Foto #DRITRINDADE - Imagem meramente ilustrativa)

Tecnologia do Blogger.