‪#‎SARAU‬ > “Poetas da lua minguante lançam documentário” >



O coletivo bragantino de poetas do Sarau da Lua Minguante apresenta em pré-estreia para convidados esta noite o documentário “Terreiro é o mundo – Cortejo em três atos”, realizado por Dri Trindade e Francisco Weyl. Filmado em digital-colorido, o filme é um percurso que acompanha o Cortejo realizado pelos poetas em maio deste ano pelas ruas de Bragança, com a participação especial da arte educadora, pesquisadora e atriz Rosilene Cordeiro.
O coletivo se reúne há cerca de um ano e realiza encontros para ler e falar de poesia, assistirem e dialogarem sobre cinema, vida e arte. A ideia cresce, recebe adeptos e agora também toma conta das ruas. E por isso nesta noite, mais uma vez, poetas e leitores se encontram à beira da fogueira no Sítio Nigrea, na Vila Sinhá, para assistirem de camarote a projeção cineclubista que marca a ante estreia do filme.
O coletivo agradece a comunidade do entorno das praças da aldeia e do coreto, do cruzeiro, da feira, do mercado e do trapiche, habitantes das ruas por onde passaram com o Cortejo, entoando cantos e poemas pelas ruas de Bragança, em 16 de maio de 2015. E a todos os poetas presentes e ausentes, aos poetas lidos, citados e não citados, sempre presentes com sua boa energia a emanar amor e paz nos corações.
FICHA TÉCNICA:
Título do filme: “Terreiro é o mundo – Cortejo em 3 estações” / Gênero: Documentário (22 min, cor, digital, 2015) / Realização: Dri Trindade e Francisco Weyl / Direção de fotografia e câmera: Dri Trindade / Montagem: Francisco Weyl / Som: Lenardo Ferreira / Fotografia de cena e Produção: Dri Trindade e Chimênia Pinheiro / Atriz convidada: Rosilene Cordeiro / Participação especial: Seu "Bacaninha", a sua carroça, e a sua égua / As crianças Iuri, Irineu e Iara / E a cachorrinha Ísis / Os poetas Porfírio, Frank, Paulo Raphael, Igor, Bianor, Marivana e Walcyr, Roberta e Bil, Dri e Carpinteiro, Chimênia e Lenardo, Luciane e Mara.
SERVIÇO – Documentário “Terreiro é o mundo – Cortejo em 3 estações (ANTE-ESTREIA). Local: Sítio Nigrea (Vila Sinhá) / Entrada franca, mas reservada aos convidados do Coletivo Sarau da Lua Minguante
Fonte © ‪#‎TRIBUNADOSALGADO‬
(Texto & cartaz: Francisco Weyl, a partir de fotos de Dri trindade)



Tecnologia do Blogger.