‪#‎POLÍTICA‬ > “Um Carpinteiro na executiva nacional de cultura” >


O diretor da ‪#‎TRIBUNADOSALGADO‬, poeta, realizador e jornalista Francisco Weyl compõe a executiva nacional do “Cultur – Comitê Político Cultural”. O ato de posse será na próxima semana, durante um Seminário que acontecerá entre os dias 17 e 19 de junho, na Assembleia Legislativa de Tocantins. O objetivo é o de criar espaço de diálogo, que pense políticas públicas para a cultura, articulando ações estratégicas e planos para o desenvolvimento humano, que visem à geração de conhecimento, renda e de prospecção cultural.
Além de Weyl (que é Mestre em Artes, especialista em Semiótica, bacharel em cinema, mas que se autodenomina “Carpinteiro”), diversos criadores estão na linha de frente do ‪#‎CULTUR‬, entre estes: Cicero Belém; Adriano Castorino; o doutor em literatura, escritor e dramaturgo Wilsom Coelho; o fotógrafo e turismólogo, conselheiro do Conselho Nacional de Política Cultural Davy Alexandrisky; a líder espiritual e mentora e produtora do Movimento Pela Vida, Tania Cavalcante; e o ator e turismológo Wertemberg Nunes, fundador do Cultur. Este coletivo foi constituído no dia 11 de abril de 2015 no Hotel Rio Sono, em Palmas –TO, e será formalmente apresentado na abertura de um seminário que, sob o tema "Cultura e desenvolvimento – A imagem e o individualismo", vai dialogar sobre e sistematizar uma agenda das ações políticas para cada Estado brasileiro.
Entram nos debates, estratégias de gestão, articulação política, economia Criativa, ou seja, os diferentes pontos de vista e perspectivas para um único tema que é a cultura em si mesma, aqui vista sob a ótica de seu processo de desenvolvimento. Em cada estado, também será organizado um coletivo, formado pela representação de parlamentares e de partidos políticos para fins de articulação e de formação de rede política da cultura, via CULTUR.
O #CULTUR quer gerar uma corrente de ideias que constituam campanhas permanente pela cultura , envolver a comunidade desenvolvendo diálogos com os setores políticos e de gestão, tornando-se uma referência enquanto observatório, conexões e significados para o desenvolvimento regional de políticas culturais no País. Entre suas hercúleas e utópicas metas e ações, estão o envolvimento da sociedade civil organizada, parlamentares, estudiosos e comunidade interessada na criação de espaço de diálogo sobre cultura e desenvolvimento, articulando-se ao poderes Legislativo e Executivo na criação de políticas púbicas com legislação voltadas para o segmento cultural, envolvendo pensadores e pesquisadores além de criadores e de fazedores, visando popularizar o pensamento coletivo e publicando estudos realizados e ações no campo da cultura.
Articulado por adesão de artistas, pensadores, profissionais liberais, políticos, empresários, produtores culturais e gestores com a finalidade de publicitar campanha permanente pela cultura, em defesa e garantia da livre manifestação cultural, com debates e apresentação de políticas públicas culturais, o #CULTUR começou a partir da iniciativa de dialogar politica, gestão e cultura, sendo hoje coordenado por uma executiva nacional constituída de um membro por adesão voluntária em cada Estado.
Mais informações:
CULTUR: http://www.cultur.club
SEMINÁRIO:
https://www.facebook.com/pages/Cultur/1657162384514395?ref=aymt_homepage_panel
Fonte © #TRIBUNADOSALGADO
(Texto: Francisco Weyl / Foto: Imagem cartaz Seminário CULTURA E DESENVOLVIMENTO)
Tecnologia do Blogger.