‪#‎DILÚVIO‬ > “Jato d’água acaba show de rock em Bragança”


A banda “Molho Negro” (Pará) e “Camarones” (Rio Grande do Norte) tiveram de encerrar às pressas o show que faziam esta noite no Vacaria Club, em Bragança.
A banda potyguar fazia o lançamento do CD “Ritmos Alucinantes”. Aberto ao público, o show foi realizado à base de contribuição voluntária, a plateia “oferece” o que pode ou acredita que a banda merece.
A prática de troca de arte e de convívio é direta entre a juventude, que assistia e dançava na plateia, apesar da fraca, mas intermitente chuva que insistia em cair durante o dia inteiro na cidade.
A cena tinha tudo para se tornar a grande noite do rock bragantino, o som estava muito bom, ouvia-se bem o que tocavam os músicos, diga-se de passagem todos de qualidade e força.
O show rolava tranquilo, a galera se divertia, os corpos balançavam, até que vizinhos começaram a jogar água para dentro do Vacaria Club. Preocupados com a destruição dos equipamentos, os músicos encerraram o show (veja o vídeo).
O coordenador do Instituto Ama, Aurimar Araujo, estava presente ao evento e chegou a informar, por ter disponibilizado uma bateria para para a banda, que não aceitaria aquela atitude (de quem jogou água) e que entraria na Justiça para responsabilizar tal pessoa por inutilizar o equipamento, cujo valor, ali anunciado, era de R$ 20 mil reais.
© Texto & Vídeo Francisco Weyl

Tecnologia do Blogger.