#‎AMBURANA‬ > Porque nem toda cachaça é aguardente

Neste glorioso sábado de aleluia, estivemos na casa de Seu Veríssimo, 66 anos, 40 dos quais dedicados à pesquisa, cultura, e a produção do produto. Ele tem a patente das marca ‪#‎CAETÉ‬. E planta, colhe, moa, fermenta, destila, envelhece, engarrafa, distribui, vende cachaça, e licor artesanal.
Mas hoje ele nos mostrou as suas mais recentes produçõeS, destiladas em barris de amburana e carvalho. Ofereceu-nos uma prova, aprovamos as duas.
Mas antes da compra, conversamos, aprendi três coisas que você precisa aprender sobre cachaça: aguardente é diferente de cachaça, amburana é uma madeira do nordeste e que tanto ela quanto o carvalho são importantes para o buquê da cachaça, e não existe cachaça de jambú, se existe é propaganda enganosa.
Apesar de passarem pelo mesmo processo de destilação do caldo de cana, cachaça e aguardente são diferentes por causa da gradação alcóolica, respectivamente, entre 38 e 48%, a cachaça, e entre 38 e 54%, a aguardente. Seu Veríssimo afirma que a sua cachaça não é aguardente, inclusive ele vai retirar esta informação do rótulo do produto, que está errada, porque as aguardentes passam por processos industriais, e a sua cachaça é orgânica e feita com as próprias mãos, de forma original



Seu Veríssimo mora no bairro do Perpétuo Socorro, com a esposa Maura Luzia da Silva Rodrigues, 58 anos, e o filho Marcos Veríssimo, 40 anos, que recebe encomendas: marcosrodilha@gmail.com e telefones 91 - 3245 1140 e 91 - 99113 5331. Cada litro da cachaça custa R$ 40 pauls.
Fazer cachaça de qualidade e de forma artesanal é quase que uma missão épica num município carente como Bragança que há muito abandonou a cultura doa engenhos.
As culturas tradicionais nos ensinam a respeitar aos meus velhos porque eles são os guardiões do conhecimento e tem muitas histórias para contar além e diversos ensinamentos para passar as novas gerações.
É o que faz esta família do lá do bairro Perpétuo Socorro, em Bragança.
Assim são processados muitos ciclos culturais artesanais e a cachaça, feita a partir da cana de açúcar, segue este mesmo traçado milenar, com os segredos sendo narrados normalmente de forma oral de pai para filhos.






© ‪#‎TRIBUNADOSALGADO‬
Texto > ‪#‎FranciscoWeyl‬ / Foto > ‪#‎DriTrindade‬
Tecnologia do Blogger.