#COMIDA Restaurante de estrada também serve poesia

Poeta e guerreira.
Há seis anos faz e vende comida caseira no Km 18 da Rodovia Pará-Maranhão.
Escreve poemas e compõe canções.
A clientela recebe a comida com toque de poesia e música.
Dona Osmarina cantarola enquanto serve à mesa.
E a sua clientela, em geral trabalhadores que se deslocam nas estradas do nordeste paraense.
E se o amor é o melhor tempero do mundo, acrescente a ele o fazer com gosto.
E o gostar do que se faz.
É assim que Dona Osmarina, com a sua mão fabulosa, prepara os pratos.

(Dona Osmarina e sua filha Tamires, na foto de ‪#‎DriTrindade‬)

E ela própria faz questão de os dispor sobre a mesa.
Galinha caipira, porco guisado, carne assada de panela, carneiro à moda da casa.
Peixes e outros pratos deliciosos.
Recomendamos.

© Francisco Weyl & Dri Trindade ‪#‎TRIBUNADOSALGADO‬
Tecnologia do Blogger.