Escola bragantina ganha prêmio de vídeo


Bragança desponta na vanguarda do vídeo em sala de aula e acaba de faturar mais um prêmio para a Região. Dessa vez, a escola Yolanda Chaves conquistou o Concurso de Vídeo do Dia do Pacto pela Educação na Escola de 2013. O vídeo pode ser visto no Youtube (https://www.youtube.com/w
atch?v=CLY98Wt3aOE).
A premiação garante a escola uma filmadora e um vídeo editado com os melhores momentos de cada uma das produções vencedoras. Também disponível no link https://www.youtube.com/watch?v=pt-ylX_oqVo&feature=youtu.be, a compilação, aliás, foi produzida em casa pelos estudantes do Projeto Aluno Repórter, com apoio do Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE) da Seduc de Bragança, sob a coordenação do Professor e Radialista Beto Amorim, que conduz, diariamente, na Rádio Educadora, o programa “Tô na Rede”.
2ºª colocada do último Prêmio Gestão Escolar 2013, a escola saiu do último para o primeiro lugar do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Além disso, a equipe conta ainda com a destacada colaboração da professora Socorro Braga, finalista Prêmio Professor Nota 10 da Fundação Victor Civita (1999) e Menção Honrosa Prêmio “Escrevendo o Futuro” (pela orientação de uma aluna, em 2004). O assunto foi tema de artigo escrito pela professora Jimena Felipe Beltrão, da Secretaria de Estado de Educação (http://pactopelaeducacao.pa.gov.br/experiencias-consolidadas).
Os prêmios serão entregues no dia 5 de setembro. No total, foram 17 ganhadores, oito dos quais da Região Metropolitana de Belém, e nove originários dos municípios paraenses, entre estes, Bragança, que assim colabora para que a Região se coloque na vanguarda audiovisual. Recentemente, o estudante aluno-repórter de Tracuateua, Mateus Ribeiro, venceu um prêmio nacional de vídeo escolar sobre a Lei Maria da Penha (https://www.youtube.com/watch?v=0pEiFr4zRhI).
A despeito de possuir apenas uma única livraria para cerca de 100 mil habitantes e por isso mesmo figura entre os municípios que tem menos espaço para a circulação de livros e de leitura, Bragança se adequa às realidades que são dinamizadas pelo uso das novas tecnologias, como câmeras de celular e outras filmadoras portáteis, e desponta no cenário estadual e nacional como um dos mais importantes produtores de vídeo e de cinema.
É por esta razão, aliás, que este Jornal organiza o Festival Internacional de Cinema do Caeté – FICCA, que terá janelas abertas para a produção local, tornando-se um bom momento para o diálogo e a prática de projetos que tenham como mote a solidariedade e coletividade. O FICCA acontece de 11 a 14 de dezembro (ficcafestival.blogspot.com.br).
© Francisco Weyl, editor da Tribuna do Salgado
Tecnologia do Blogger.