#MINHA CASA MEU MEU PESADELO




#MINHA CASA MEU MEU PESADELO Não vai ter obra. Peritos investigam denúncias contra a empresa de engenharia e hotéis #GUAJARÁ Ltda, responsável pela construção do Residencial Antônio Pereira Barros. A obra faz parte do programa Minha Casa Minha Vida e se localiza no bairro do Jiquiri, passando a ponte do sapucaia, em Bragança. Nesta segunda-feira, 28 de abril, os proprietários da empresa devem assinar um Termo de Ajuste de Conduta - TAC no Ministério Público e resolver o problema do açoreamento do igarapé do Engenho, o qual, segundo denúncias de um abaixo-assinado de mais de cem assinaturas, foi barrado pela construção, prejudicando dezenas de famílias que trabalham com agricultura familiar, além de prejudicar os afluentes menores deste
Igarapé. Fontes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SEMMA, que embargou e aplicou multa de mais de R$ 2 milhões contra a empresa, garantem que existem mais de cem denúncias neste processo. Os promotores públicos também se recusam a desembargar totalmente a construção. Eles querem que a empresa assuma as suas responsabilidades e cumpra as legislações ambientais. Por causa do embargo cerca de cem trabalhadores preocupados em perder seus postos de trabalho chegaram a fazer protestos e a fechar ruas no centro do município. No jogo de empurra-empurra a comunidade da zona rural fica na expectativa de uma solução pela via da qual a natureza seja pelo menos respeitada.


Tecnologia do Blogger.